Artigos

Imprimir

GARANTIAS DOS CONTRATOS DE COMPRA E VENDA INTERNACIONAL CELEBRADOS VIA ELECTRÓNICA

Escrito por Super User. Posted in Uncategorised

PIDCC, Aracaju/Se, Ano VIII, Volume 13 nº 03, p.130-186 Out/2019 | www.pidcc.com.br

GARANTIAS DOS CONTRATOS DE COMPRA E VENDA INTERNACIONAL CELEBRADOS VIA ELECTRÓNICA

GUARANTEES OF INTERNATIONAL PURCHASE AND SALE CONTRACTS

GARANTÍAS DE CONTRATOS INTERNACIONALES DE COMPRA Y VENTA
GARANTIES DES CONTRATS DE VENTE ET D'ACHATS INTERNATIONAUX  

SALOMÃO ANTÓNIO MURESSAMA VIAGEM 

RESUMO | ABSTRACT | ABSTRACTO| RESUMEN

Crescem inquestionavelmente as transações comerciais via electrónica para aquisição de bens e serviços entre pessoas localizadas em diferentes (e distantes) partes do mundo. No entanto, nessas transações, um delicado problema se coloca que é o de saber, em caso de não cumprimento das obrigações por qualquer das partes na relação contratual estabelecida eletronicamente, de que (garantias jurídicas) é que se pode socorrer o lesado para salvaguarda dos seus direitos? Eis o que se pretende analisar e responder com este trabalho. Para o efeito, importantes conceitos da sociedade de informação e do comércio electrónico em especial serão expostos antes da questão crucial razão do tema que aqui curaremos desenvolver. É com efeito, nosso maior desejo que o leitor possa aqui encontrar elementos que possam alimentar o espírito aceso às questões do comércio electrónico.

Palavras-Chave: Moçambique. Comércio electrónico. Garantias.

Unquestionably, electronic business transactions for the acquisition of goods and services between people located in different (and distant) parts of the world grow unquestionably. However, in such transactions, a delicate problem arises that, should the parties fail to comply with their obligations in the electronically established contractual relationship, that (legal safeguards) can the injured person be rescued to safeguard Your rights? Here's what you want to analyze and answer with this paper. To this end, important concepts of the information society and e-commerce in particular will be expounded before the crucial reason for the theme we will cure here. It is in fact our greatest hope that the reader can find here elements that can feed the spirit of e-commerce issues.

Keywords: Mozambique. Electronic commerce. Guarantees.

Indudablemente, las transacciones comerciales electrónicas para la adquisición de bienes y servicios entre personas ubicadas en diferentes (y distantes) partes del mundo crecen sin lugar a dudas. Sin embargo, en estas transacciones, surge un delicado problema de que, si las partes no cumplen con sus obligaciones en la relación contractual establecida electrónicamente, (salvaguardas legales) se puede rescatar a la persona lesionada para salvaguardar tus derechos Esto es lo que desea analizar y responder con este documento. Con este fin, se expondrán conceptos importantes de la sociedad de la información y el comercio electrónico en particular antes de la razón crucial del tema que curaremos aquí. De hecho, es nuestra mayor esperanza que el lector pueda encontrar aquí elementos que puedan alimentar el espíritu de los problemas de comercio electrónico.

Palabras clave: Mozambique Comercio electronico. Garantias

Indiscutablement, les transactions commerciales électroniques pour l’acquisition de biens et de services entre des personnes situées dans des régions différentes (et lointaines) du monde se développent de manière indiscutable. Toutefois, dans de telles transactions, un problème délicat se pose: si les parties ne respectent pas leurs obligations dans la relation contractuelle établie par voie électronique, cette protection (garanties juridiques) peut permettre à la personne lésée d'être sauvée tes droits? Voici ce que vous voulez analyser et répondre avec ce document. À cette fin, des concepts importants de la société de l'information et du commerce électronique en particulier seront exposés avant la raison cruciale du thème que nous traiterons ici. En fait, notre plus grand espoir est que le lecteur puisse trouver ici des éléments susceptibles de nourrir l’esprit des questions de commerce électronique.

Mots-clés: Mozambique. Commerce électronique. Des garanties.

REFERÊNCIAS

 

ANACOM, AAVV, O Comércio Electrónico em Portugal- O Quadro Legal e o Negócio, ICP , Lisboa, 2004.
AAVV, As leis do comércio electrónico, Edições Centro Atlântico, Portugal, 2000.
ABBOUD, MATHIEU, Marketing direct: la communication commerciale non sollicitée face à la réglementation concernant les nouvelles technologies, in “Juriscom.net”, 11 de Junho de 2001, acessível em www.juriscom.net/pro/2/ cns20010611.htm.

ALEXANDRINO, JOSÉ ALBERTO DE MELO, Estatuto constitucional da actividade de televisão, Coimbra, Coimbra Editora, 1998.

ALMEIDA, MÁRIO AROSO DE, O novo regime do processo nos tribunais administrativos, Coimbra, Almedina, 2003.

ALBERTO DE SA E MELLO…[et al];[ed.lit] Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Associação Portuguesa de Direito Intelectual.

AMARAL, DIOGO FREITAS DO, Curso de Direito Administrativo, Volume I, Coimbra, Almedina, 2.ª ed., 1994.

AMORIM, PEDRO PATRÍCIO, A transposição da Directiva Comércio Electrónico, in “Direito na Rede”, Ordem dos Advogados, acessível em www.oa.pt.

ASENSIO, PEDRO MIGUEL, Direcho Privado de Internet, Civitas Ediciones. Madrid, 2002.

ANDRADE, JOSÉ CARLOS VIEIRA DE, Os direitos fundamentais na Constituição Portuguesa de 1976, Coimbra, Almedina, 2.ª ed., 2001.

ARTICLE 29 DATA PROTECTION WORKING PARTY, Parecer 1/2000 relativo a certos aspectos da protecção de dados no comércio electrónico, DG MARKT 5007/00, Fevereiro de 2000.
—, Documento de trabalho: Privacidade na Internet – Uma abordagem integrada da UE no
domínio da protecção de dados em linha, DG MARKT 5063/00, Novembro de 2000.
—, Parecer 7/2000 sobre a Proposta de Directiva do Parlamento Europeu e do Conselho apresentada pela Comissão Europeia relativa ao tratamento de dados pessoais e à protecção da privacidade no sector das comunicações electrónicas de 12 de Julho de 2000 - COM (2000) 385, DG MARKT 5042/00, Novembro de 2000.

ASCENSÃO, JOSÉ DE OLIVEIRA, A reserva constitucional de jurisdição, in
“O Direito”, Ano 123, II-III, 1991.       
—,A Sociedade da informação,[s.l]: Coimbra Editora,1999.
—, A liberdade de referências em linha e os seus limites, in “ROA”, Ano 61, II, 2001.
—, As novas tecnologias e os direitos de exploração das obras intelectuais, in Idem, in
“Estudos sobre Direito da Internet e da Sociedade da Informação”, Coimbra, Almedina, 2001.
—, Bases para uma transposição da Directriz n.º 00/31, de 8 de Junho (Comércio Electrónico), in “Relatório, conclusões e parecer da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias”, Anexo 4, publicado em DAR II, série A, n.º 79/IX/1 – Suplemento 2003.03.20.
—, Contratação electrónica, in “Direito da Sociedade da Informação”, Volume IV, APDI,
Coimbra Editora, 2003.
—, Direito Civil – Teoria Geral – II – Acções e Factos Jurídicos, 2.ª ed., Coimbra Editora, 2003, n.º 258.
—, Hyperlinks, frames, metatags – a segunda geração de referências na Internet, in Idem, in “Estudos sobre Direito da Internet e da Sociedade da Informação”, Coimbra, Almedina, 2001.
___, Sociedade da informação e liberdade de expressão, in Revista da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa [s.s.n] 0870-3116.Vol.48, n.1e2.2007.
___, Sociedade da informação e mundo globalizado[ Coimbra]: Coimbra Editora.2003

BARATA, JOSÉ FERNANDO NUNES, Censura, in “Dicionário Jurídico da Administração Pública”, Volume II, Lisboa, 2.ª ed., 1990.

BALARINO, TITO,Internet nel Mondo della Legge,Cedam, Padova,1998.

BERGEL, SALVADOR DÁRIO, Informática y Responsabilidad Civil, Informatica y Derecho, Aportes de Doutrina Internacional, Vol.2, Ediciones Desalma, Buenos Aires,1988.

BRUNKER, MIKE, In the trenches of the spam wars (The Spam Wars), in “MSNBC News”, 7 de Agosto de 2003, acessível em msnbc.msn.com/id/3078650.
—, How lawmakers want to can spam (The Spam Wars), in “ MSNBC News”, 12 de Agosto de 2003, acessível em www.msnbc.com/news/spam_front.asp?0sl=-10.

BUGIOLACCHI, LEONARDO, Principi e questioni aperte in materia di responsabilità extracontrattuale dell'Internet provider. Una sintesi di diritto comparato, in “Il Diritto dell’Informazione e dell’Informatica”, Ano XVI, n.º 6, 2000.
  
BUSINESS WIRE, Spam volume increases by 64%, 18 de Novembro de 2003,acessívelem home.businesswire.com/portal/site/home/?epi_menuItemID=
989a6827590d7dda9cdf6023a0908a0c&epi_menuID=c791260db682611740b28e347 a808a0c&epi_baseMenuID=384979e8cc48c441ef0130f5c6908a0c&newsId=2003111
8005479&ndmViewId=news_view&newsLang=en&div=-751075195.

CANOTILHO, GOMES, Direito Constitucional e Teoria da Constituição, Coimbra, Almedina, 6.ª ed., 2002.

CANOTILHO, GOMES E MOREIRA, VITAL, Constituição da República Portuguesa Anotada, Coimbra, Coimbra Editora, 3.ª ed., 1993.

CARDOSO, JOSÉ LUCAS, Autoridades administrativas independentes
e Constituição, Coimbra, Coimbra Editora, 2002.

CAMPOS, JÕAO MOTA DE, O Ordenamento Jurídico Comunitário, vol.II, 4ª ed., Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 1994.
 
CASIMIRO, SOFIA DE VASCONCELOS, A responsabilidade civil pelo conteúdo da informação transmitida pela Internet, Almedina, Coimbra, 2000.

CASTELLS, MANUEL, A galáxia Internet – Reflexões sobre Internet, negócios e sociedade, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 2004.
—, A sociedade em rede – A era da informação: Economia, sociedade e cultura, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 2002.

CHOI, SOON-YONG, STAHL, DALE O. AND WHINSTON, ANDREW B., The economics of electronic commerce, Macmillan, New York, 1997.

CHOI, SOON-YONG AND WHINSTON, ANDREW B., The Internet economy: Technology and practice, SmartEcon Publishing, Austin, 2000.

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS, Comércio Electrónico e Serviços Financeiros, COM (2001) 66, 07.02.2001.
—, Aplicação aos serviços financeiros dos n.ºs 4 a 6 do artigo 3.º da Directiva relativa ao comércio electrónico, COM (2003) 259, 14.05.2003.
—, Comércio Electrónico e Seguros, DG Mercado Interno, (Documento de discussão para o grupo de trabalho), MARKT/2522/02 – PT Rev. 1 Orig.EN, Dezembro 2002.
—, Comunicação sobre as comunicações comerciais não solicitadas, ou “spam”, COM (2004), 28, 22.01.2004.
—, Primeiro relatório relativo à aplicação da Directiva 2000/31/CE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 8 de Junho, relativa a certos aspectos legais dos serviços da sociedade da informação, em especial do comércio electrónico, no mercado interno, COM (2003), 702, 21.11.2003.
—, SPAM: Commission discusses with public and private stakeholders how to fight spam,
Bruxelas, 13 de Outubro de 2003, acessível em http://www.food-mac.com/Doc/ Presse/ICT/Discussions _how_to_fight_SPAM_EN.pdf.
—, SPAM: European Commission goes on the offensive, Bruxelas, 15 de Julho de 2003, acessível em http://europa.eu.int/rapid/start/cgi/guesten.ksh?p_action.gettxt
=gt&doc=IP/03/1015|0|RAPID&lg=EN&display.

COMISSÃO NACIONAL DE PROTECÇÃO DE DADOS, Deliberação 75/96 (Normas internas aplicáveis aos pedidos de legalização de ficheiros utilizados para mala directa), 1996.
302
—, Parecer 12/2003 sobre um Projecto de Decreto-lei que transpõe a Directiva 2002/58/CE do Parlamento Europeu e do Conselho de 12 de Julho, 2003.
—, Parecer 13/2003 sobre um Projecto de Decreto-lei que transpõe a Directiva 2000/31/CE do Parlamento Europeu e do Conselho de 8 de Junho, 2003.

COMITÉ DAS COMUNICAÇÕES (COCOM), Practical follow-up to the opt-in approach
 regarding unsolicited electronic mail for direct marketing as included in Directive 2002/58/EC, Direcção Geral da Sociedade de Informação, 2003, acessível em forum.europa.eu.int/Public/irc/infso/Home /main.
—, Practical follow-up to the opt-in approach regarding unsolicited electronic mail for direct marketing as included in Directive 2002/58/EC – Follow-up to the consultation and recommended action plan, Direcção Geral da Sociedade de Informação, 2003, acessível em forum.europa.eu.int/ Public/irc/infso/Home/main.

COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL DA UNIÃO EUROPEIA, Parecer do Comité Económico e Social sobre a Proposta de Directiva do Parlamento Europeu e do Conselho relativa a certos aspectos jurídicos do comércio electrónico no mercado interno, in “Jornal Oficial das Comunidades Europeias”, C 169, de 16 de Junho de 1999.
—, Parecer do Comité Económico e Social sobre a Proposta de Directiva do Parlamento Europeu e do Conselho relativa ao tratamento de dados pessoais e à protecção da privacidade no sector das comunicações electrónicas, in “Jornal Oficial das Comunidades Europeias”, C 123, de 25 de Abril de 2001.

CORDEIRO, ANTÓNIO DE MENEZES, Direito das obrigações, Vol. II, Lisboa, AAFDL
(polic.), 1999 (1.ª ed.: 1980).
—, Tratado de Direito Civil Português, Vol. I, Tomo I, Almedina, 2000.

CORREIA, MIGUEL PUPO, Comércio electrónico: Forma e segurança, in “As Telecomunicações e o Direito na Sociedade da Informação – Actas do Colóquio organizado pelo IJC em 23 e 24 de Abril de 1998”, coordenação de António Pinto Monteiro, Instituto Jurídico da Comunicação e FDUC, Coimbra, 1999.

COSTA, MÁRIO JÚLIO DE ALMEIDA, Direito das obrigações, Coimbra, Almedina, 7.ª edição, 1999 (1.ª ed.: 1968).DECO, Comentário, incluído como Anexo 8 do “Relatório, conclusões e parecer da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias”, Anexo 4, publicado em DAR II, série A, n.º 79/IX/1 – Suplemento 2003.03.20.

DE VASCONCELOS L. MIGUEL PESTANA, Direito das Garantias. Almedina. Coimbra.2011
 
DIGUIDO, AL, Spam: The ISP solution, in “Clickz”, 18 de Dezembro de 2003, acessível em www.clickz.com/em_mkt/opt/print.php/3290221.

DIRECÇÃO-GERAL DA SOCIEDADE DE INFORMAÇÃO, An issue paper for the EU Workshop on unsolicited commercial communications or spam to be held in Brussels on 16 October 2003, 2003.

EPRIVACY GROUP, Spam by the numbers, 2003, acessível em www.eprivacygroup.com.

EUROSTAT (2002), E-Commerce in europe: Results of the pilots surveys carried out in
2001, European Commission, Eurostat, Luxembourg, July 2002.

FASANO, CHRISTOPHER D., Getting rid of spam: Addressing spam in Courts and in Congress, in “Syracuse Law and Technology Journal”, 3, 2000, acessível em www.law.syr.edu/studentlife/pdf /fasano1.pdf.

FERNÁNDEZ-DÍEZ, IGNACIO GARROTE, El derecho de autor en Internet - Los Tratados de la OMPI de 1996 y la incorporación al Derecho Español de la Directiva 2001/29/CE, 2.ª ed., Colección Estudios de Derecho Privado (dir. Rodrigo Bercovitz Rodríguez Cano), 24, Granada, Editorial Comares, 2003.

FRADA, MANUEL A. CARNEIRO DA, Vinho novo em odres velhos? A responsabilidade civil das "operadoras de Internet " e a doutrina comum da imputação de danos, in “ROA”, Ano 59, II, 1999.

FRAILE, JUAN MARIA DIAZ, Aspectos jurídicos más relevantes de la directiva y del projecto de ley español de comércio electrónico, Contratacion y Comércio Electrónico,2003, Valencia.2003.

GAUTHRONET, SERGE E DROUARD, ÉTIENNE, Comunicações comerciais não solicitadas e Protecção de Dados, Comissão Europeia, Direcção Geral do Mercado Interno, 2001.

GERARD, PHILIPPE, Public workshop on unsolicited commercial communications or spam, Direcção-Geral da Sociedade da Informação, Bruxelas, 16 Outubro 2003.

GONÇALVES, MARIA EDUARDA, Direito da informação – Novos direitos e formas de regulação na sociedade da informação, Coimbra, Almedina, 2003.

GOUVEIA, JORGE BACELAR, A 4.ª Revisão da Constituição Portuguesa, in “Direito e Cidadania”, Ano II, n.º 5, Praia, 1998/1999.

GREENSPAN, ROBYN, The deadly duo: spam and viruses, in “Internet News”, 6 de Novembro de 2003, acessível em www.internetnews.com/stats/article.php/ 3105181.

INSTITUT FÜR HÖHERE STUDIEN (IHS), Economic impact of regulation in the field of liberal professions in different Member States (Estudo realizado para a Direcção- -Geral da Concorrência da Comissão Europeia), Viena, 2003.

INTERNATIONAL DATA CORPORATION, IDC (2000a), Internet home: Mercado e tendências em Portugal, 1997-2003, Lisboa, IDC Portugal, Março de 2000.
—, IDC (2000b), Internet home: Mercado e tendências em Portugal, 1997-2003 (actualização), Lisboa, IDC Portugal, Novembro de 2000.
—, IDC (2001a), Mercado e tendências da Internet e do comércio electrónico, 2001-2005: Sector doméstico em Portugal, Lisboa, IDC Portugal, Dezembro de 2001.
—, IDC (2001b), Mercado e tendências do investimento em eBusiness em Portugal, 2000-
2004, Lisboa, IDC Portugal, Julho de 2001.
—, IDC (2002a), eBusiness: Análise do mercado e tendências de investimento, 2001-
-2005, Lisboa, IDC Portugal, Maio de 2002.
—, IDC (2002b), Internet e o comércio electrónico: Representatividade do sector doméstico,
2001-2005 (1ª edição), Lisboa, IDC Portugal, Abril de 2002.
—, IDC (2002c), Internet e o comércio electrónico: Representatividade do sector doméstico,
2001-2005, Lisboa, IDC Portugal, Setembro de 2002.

INGDAHL, WALDEMAR E LUNDBLAD, NICKLAS, Why legislation on spam is not only unnecessary but dangerous, in “The Scotsman”, 23 de Dezembro de 2003, acessível em www.news.scotsman .com/opinion.cfm?id=1404252003.

JESUS, RUI A., O Net-Comércio em Portugal: A actuação das empresas na World Wide Web, Braga, Universidade do Minho, 1997.

JORGE, FERNANDO PESSOA, Ensaio sobre os pressupostos da responsabilidade civil, Coimbra, Almedina, 1999, (1.ª ed.: 1968).

JULIÁ-BARCELÓ, ROSA, Liability for on-line intermediaries: a European perspective,in “EIPR”, 1998.

JUNNARKAR, SANDEEP, Net heavyweights unite to KO spam, in “CNET News”, 28 de Abril de 2003, acessível em www.news.com.com/2100-1025-998511.html.

KEIZER, GREGG, Spam summit calls for global coalition to fight junk e-mail, in “Wall Street & Technology Online”, 1 Julho de 2003, acessível em www.internetwk.com/story/showArticle.jhtml? articleID=10817878.

KÖHLER, CLAUS E BURMEISTER, KAI, Copyright Liability on the Internet Today in Europe (Germany, France, Italy and the EU), in “EIPR”, Vol. 21, n.º 10, 1999.

KOHLER, GABRIELLE KAUFMANN, Internet: Mondialisation de la Communication-Mondialisation de la Résolution des Litiges, Internet, Which Court Decides? Which Law Applies? Quel tribunal decide? Quel droit s applique? Klumer Law International, Haia/Londres/Boston

KRONKER, HERBERT, “Aplicable Law in Torts and Contracts in Cyberspace”, Internet, Which Court Decides? Which Law Applies? Quel Tribunal decide? Quel droit s applique? Law International, Haia/Londres/Boston
 
KOTADIA, MUNIR, Report: A third of spam spread by rat-infested PCs, in “ZDNet”, 3 de Dezembro de 2003, acessível em zdnet.com.com/2100-1105_2-5113080.html.
KUCHINSKAS, SUSAN, U.S. Senate Cans Spam, in “Internet News”, 22 de Outubro de 2003, acessível em www.internetnews.com/IAR/print.php/3097451.

LARCHER, SARA, Contratos celebrados através da internet, Garantias dos consumidores contra vícios na compra e venda de bens de consumo. In www.ipbeja.pt 

LACÃO, JORGE, Constituição da República Portuguesa, Lisboa, Texto Editora,4.ª ed., 2000.

LEITÃO, LUÍS MANUEL TELES DE MENEZES, A responsabilidade civil na Internet, in “ROA”, Ano 61, I, 2001.
—, A distribuição de mensagens de correio electrónico indesejadas (spam), in “Estudos em Homenagem à Professora Doutora Isabel de Magalhães Collaço”, Volume II, Coimbra, Almedina, 2002.

LIIKANEN, ERKKI, Combating spam on all fronts, Comissão Europeia, Bruxelas,15 de Julho de 2003.

LUCAS, ANDRÉ, La responsabilité civile des acteurs de l’Internet, in “Auteurs & Media”,n.º 1, 2001.

MACHADO, JÓNATAS, Liberdade de expressão: Dimensões constitucionais da esfera pública no sistema social, Coimbra, Coimbra Editora, 2002.

MAGALHÃES, JOSÉ, Dicionário da Revisão Constitucional, Lisboa, Editorial Notícias,1999.

MARTINS, LOURENÇO, O fulgor dos princípios na penumbra dos interesses comerciais e outros (spam), 1 de Agosto de 2003, acessível em www.oa.pt/direitonarede/ default.asp?idc=11741.

MARQUES, CLÁUDIA LIMA. Confiança no comércio electrónico e a protecção do consumidor: um estudo dos negócios jurídicos de consumo no comércio electrónico. Editora Revista dos Tribunais. Universidade do Texas.2004.

MASSANO, MANUEL DAVID, As garantias jurídicas da segurança no Comércio electrónico, Seminário Internacional sobre segurança no comércio electrónico. www.ipbeja.pt , Beja, 2010.

MATHIESON, S. A., Strong arm of the law, in “The Guardian”, 3 de Julho de 2003, acessível
em www.guardian.co.uk/online/spam/story/0,13427,989686,00.html

MCCULLAGH, DECLAN, Bush Oks spam bill – but critics not convinced, in “CNET News.com”, 16 de Dezembro de 2003, acessível em news.com.com/2100-1028_3-
5124724.html.

MENDES, ARMINDO RIBEIRO, Valor probatório dos documentos emitidos por computador, in “BMJ DDC”, 47/48, 1991.

MESSAGELABS, Can Spam Act likely to increase record levels of spam, Comunicado de 30 de Novembro de 2003, acessível em www.messagelabs.com/print.asp?contentitemid=614&aspectid=.

MEORO, MÁRIO E. CLEMENTE, “La protección del consumidor en los contratos electrónicos”, Contratacion y Comercio Electrónico, Valencia, 2003.

MIKA, KARIN, Information v. Commercialization: The Internet and Unsolicited Electronic Mail, in “The Richmond Journal of Law and Technology”, Volume IV, 3, Primavera 1998.

MIRANDA, JORGE, Manual de Direito Constitucional, Tomo V, Coimbra, Coimbra Editora,1997.
—, Manual de Direito Constitucional, Tomo IV, Coimbra, Coimbra Editora, 3.ª ed., 2000.

MONTEIRO, JORGE SINDE, Assinatura electrónica e certificação, in “Direito daSociedade da Informação”, Volume III, APDI, Coimbra Editora, 1999.

MONTEIRO, ANTÓNIO PINTO, Protecção do Consumidor de Serviços de Telecomunicações”, As Telecomunicações e o Direito da Sociedade de Informação, coord. António Pinto Monteiro,IJC,FDUC,Coimbra, 1999.  

MOOREFIELD, GARY S., SPAM – It’s not just for breakfast anymore: federal legislation and the fight to free the Internet from unsolicited commercial e-mail, in “Boston University Journal of Science and Technology Law”, Volume 5, 10, Junho 1999.

MOREIRA, VITAL, Administração autónoma e associações públicas, Coimbra, Coimbra Editora, 1997.
—, Auto-regulação profissional e Administração Pública, Coimbra, Almedina, 1997.

MOREIRA, VITAL E MAÇÃS, FERNANDA, Autoridades reguladoras independentes: Estudo e projecto de Lei-Quadro, Coimbra, Coimbra Editora, 2003.

MORENO, FRANCISCO JAVIER ORDUNA, Direcho de la contratacion y condiciones generales, Contrataciones y Comercio Electronico, Valencia, 2003

MORRISSEY, BRIAN, Senate passes anti-spam bill; calls for do-not-spam list, in “DMNews – The Online Newspaper of Record for Direct Marketers”, 23 de Outubro de 2003, acessível em www.dmnews.com/cgi-bin/artprevbot.cgi?article_id=25370.

MULDROW, CHRIS, Enforcing spam bill difficult, in “Fredericksburg.com”, 6 de Novembro de 2003, acessível em www.fredericksburg.com/News/FLS/2003/112003/11012003/1152817.
—, Unsolicited commercial electronic messages (spam) in OECD countries, Directorate for Science, Technology and Industry – Committee for Information, Computer and Communications Policy, 2003.

OLIVEIRA, ELSA DIAS, A protecção dos consumidores nos contratos celebrados através da Internet – Contributo para uma análise numa perspectiva material e internacionalprivatista, Almedina, 2002.

OLIVEIRA, ARNALDO FILIPE, Contratos negociados `a distancia- Alguns problemas relativos ao regime de protecção dos consumidores, da solicitação e do consentimento em especial, RPDC, n.7, Set.1996. 

ORDEM DOS ADVOGADOS, Parecer incluído como Anexo 2 do “Relatório, conclusões e parecer da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias”, Anexo 4, publicado em DAR II série A n.º 79/IX/1 – Suplemento 2003.03.20.

ORGANIZAÇÃO PARAA COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO, OECD Communications Outlook 2003, OCDE, Paris, 2003.

PARRA, AGUSTIN MADRID, Seguridade en el Comercio Electronico, Contratacion y Comercio Electronico,Valencia.2003.

PEREIRA, ALEXANDRE LIBÓRIO DIAS, Comércio electrónico na sociedade da informação: Da segurança técnica à confiança jurídica, Coimbra, Almedina, 1999.  -“ Internet, Direito de Autor e Acesso Reservado” , coord. Antonio Pinto Monteiro -A protecção do consumidor no quadro da Directiva sobre o Comercio Electronico. Estudos do Direito do Consumidor,2, Coimbra.2000    -Comercio Electronico e Consumidor. Estudos de Direito do Consumidor. Coord. Antonio Pinto Monteiro[s.n], Coimbra.2004      -A via electrónica da negociação. Alguns aspectos,[s.n],Coimbra.2007

PENADES,JAVIER PLAZA, Los principales aspectos de la Ley de Servicios de la Siciedad de la Informacion y Comercio electrónico, Contratacion y Comercio Electronico, Valencia.2003.

PEREIRA, JOEL TIMÓTEO RAMOS, Direito da Internet e Comércio Electrónico, in “Quid Juris?”, Lisboa, 2001.

PILETTE, ALAIN, La directive "Commerce électronique": un bref commentaire, in «Auteurs & Media», n.º 1, 2001.

PINHEIRO, ALEXANDRE SOUSA E FERNANDES, MÁRIO JOÃO DE BRITO, Comentário à IV Revisão Constitucional, Lisboa, AAFDL, 1999.

PINTO, PAULO MOTA, Publicidade domiciliária não desejada (junk mail, junk calls e junk faxes), in “Boletim da Faculdade de Direito”, Universidade de Coimbra, Volume LXXIV, Coimbra, 1998.
-“Internet e globalização ” , As Telecomunicações e o Direito na Sociedade da Informação, coord. António Pinto Monteiro, IJC,FDUC,Coimbra 1999.  
RAMASASTRY, ANITA, Why the new federal Can Spam law probably won’t work, in “CNN.com”, 5 de Dezembro de 2003, acessível em edition.cnn.com/2003/ LAW/12/05/findlaw.analysis.ramasastry.spam.

RAMOS, RUI M.MOURA/SOARES MARIA ANGELA, Do contrato de Compra e venda Internacional. Analise da Convenção de Viena de 1980 e das disposições pertinentes do Direito Portugues, Coimbra,1981.

RAMBERG, CHRISTINA HULTMARK, The E-commerce Directive and formation of contract in a comparative perspective, in “European Law Review”, vol. 26, n.º 5, Outubro, 2001.

RANGEL, PAULO CASTRO, Reserva de jurisdição: Sentido dogmático e sentido jurisprudencial, Porto, Universidade Católica Editora, 1997.

REBELO, MARIA DA GLÓRIA CARVALHO, A responsabilidade civil pela informação transmitida pela televisão, Lisboa, Lex, 1999.

SÁNCHEZ, LUÍS FILIPE RAGEL, A Formação dos contratos, in “Direito da Sociedade da Informação”, Volume III, APDI, Coimbra Editora, 1999.

SARA, ANDREA VIVIANA, Comercio Electronico y derecho, Buenos Aires,2000.

SERRA, CELSO ANTÓNIO, Publicidade ilícita e abusiva na Internet, in “Direito da Sociedade de Informação”, Vol. IV, Coimbra Editora, 2003.

SERRANO, LUIS MIRANDA, Los contratos celebrados fuera de los Estabelecimentos Mercantiles-su caracterizacion en el Derecho especial, Marcial Pons, Ediciones Juridicas y Sociales, SA, Madrid, Barcelona, 2001.

SHAPIRO, CARLAND VARIAN, HAL R., Information rules: A strategic guide to the network economy, in “Harvard Business School Press”, Boston, Mass, 1998.

SILVA, M., SILVA, A., ROMÃO, A. E CONDE, N., Comércio Electrónico na Internet, 2ª ed., Lidel, Lisboa, 2003.

SILVA FERNANDO NICOLAUDOS SANTOS, “ Dos Contratos negociados `a Distancia”, RPDC, Associação Portuguesa de Direito do Consumidor, Marco de 1996,n.5.

SILVA, PAULA COSTA E, Transferência electrónica de dados: a formação dos contratos, in “Direito da Sociedade da Informação”, Vol. I, FDL/APDI, Coimbra Editora,1999.
—, A contratação automatizada, in “Direito da Sociedade da Informação”, Volume IV, APDI, Coimbra Editora, 2003.

SOCIALISTA, GRUPO PARLAMENTAR DO PARTIDO, Declaração de Voto aposta ao “Relatório, conclusões e parecer da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos,

Liberdades e Garantias”, Anexo 4, publicado em DAR II, série A, n.º 79/IX/1 – Suplemento 2003.03.20.

SORKIN, DAVID E., Technical and legal approaches to unsolicited electronic mail, in “University of San Francisco Law Review”, Vol. 35, 2001.

SOUSA, MARCELO REBELO DE, GUEDES, LUÍS MARQUES E MENDES, LUÍS MARQUES, Uma Constituição Moderna para Portugal, Lisboa, Grupo Parlamentar do PSD,1997.

SOUSA, MARCELO REBELO DE E ALEXANDRINO, JOSÉ ALBERTO DE MELO,Constituição da República Portuguesa Comentada, Lisboa, LEX, 2000.

SOUSA, MIGUEL TEIXEIRA DE, O valor probatório dos documentos electrónicos, in “Direito da Sociedade da Informação”, Volume II, APDI, Coimbra Editora, 1999.
STONE, ANDREA, Marketers trying to influence Congress on spam, in “USA Today”, 11 de Novembro de 2003, acessível em www.usatoday.com/news/washington/2003-11-10-spam-congress_x. htm.

STROWEL, ALAIN E IDE, NICOLAS, La responsabilité des intermédiaires sur Internet : actualité et question des hyperlinks, in «Revue Internationale du Droit D’auteur», 185, 2000.

SULLIVAN, BOB, Is the spam dam about to burst? (The Spam Wars), in “MSNBC News”, 6 de Agosto de 2003, acessível em www.msnbc.com/news/spam_ front.asp?0sl=-10.
—, Who profits from spam? Surprise (The Spam Wars), in “MSNBC News”, 8 de Agosto de 2003, acessível em www.msnbc.com/news/spam_front.asp?0sl=-10.
—, How spammers do their work, (The Spam Wars), in “MSNBC News”, 11 de Agosto de 2003, acessível em www.msnbc.com/news/spam_front.asp?0sl=-10.

TURBAN, E., LEE, J., KING, D. AND CHUNG, H. MICHAEL, Electronic commerce: A managerial perspective, Prentice Hall, New Jersey, 2000.

UNIDADE DE MISSÃO INOVAÇÃO E CONHECIMENTO, Parecer incluído como Anexo 5 do “Relatório, conclusões e parecer da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias”, Anexo 4, publicado em DAR II, série A, n.º 79/IX/1 –Suplemento 2003.03.20.
—, Inquérito à utilização das tecnologias da informação e da comunicação pela população portuguesa, UMIC, Lisboa, Setembro de 2003.

UNITED NATIONS CONFERENCE ON TRADE AND DEVELOPMENT, E-Commerce and Development Report 2002, United Nations, UNCTAD, New York and Geneva, 2002.

VASCONCELOS, PEDRO PAIS, Protecção de dados pessoais e direito à privacidade, in “Direito da Sociedade da Informação”, Volume I, FDUL/APDI, Coimbra Editora, 1999.

VARELA, ANTUNES JOÃO DE MATOS, Das Obrigações em Geral. Vol.II,7ª Edição. Almedina. Coimbra.2011


WARNER, BERNHARD, Spammers unleash e-mail worm, in “Reuters”, 2 de Dezembro de 2003, acessível em www.reuters.co.uk/newsArticle.jhtml?type=internetNews& storyID=3924996&section =news.

WINN, JANE KAUFMAN, E HAUBOLD, JENS, Electronic promises: contract law reform and e-commerce in a comparative perspective, in “European Law Review”, vol. 27,n.º 5, Outubro, 2002.

ZENO-ZENCOVICH, VINCENZO, La pretesa estensione alla tematica del regime della stampa: note critiche, in “Il Diritto dell’Informazione e dell’Informatica”, Ano XIV, n.º 1,1998.

Sobre o texto:
Texto inserido na PIDCC Volume 13 Nº 03 2019

Informações bibliográficas:
Conforme a NBR 6022 | 6023:2002 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e NBR 6023/2018, este texto científico publicado em periódico eletrônico deve ser citado da seguinte forma: Disponível em: http://pidcc.com.br/br/component/content/article/2-uncategorised/363-garantias-dos-contratos-de-compra-e-venda-internacional-celebrados-via-electronica

DOI: http://dx.doi.org/10.16928/2316-8080.V13N3p.130-186

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-SemDerivações 4.0 Internacional. Acesso em:03/12/2020 | 1:47:04

Texto na Íntegra

Estatísticas 30+