Imprimir

EQUIDADE, ADVÉRBIOS, O CÓDIGO CIVIL E A EPISTEMOLOGIA JURÍDICA

PIDCC. Aracaju, Ano II, Edição Especial nº 01/2013, p. 1 a 11 Fev/ 2013 | www.pidcc.com.br

Profª Dra. Mônica Sette Lopes
Professora da Pós-Graduação e Graduação do Curso de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais
Desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região 

RESUMO | ABSTRACT \ RÉSUMÉ

Advérbios são um sinal da textura aberta da lei e isso pode ser cabalmente compreendido quando o intérprete examina o Código Civil de 2002. Este texto pretende tratar dessa experiência circunstancial ao som de música.

Palavras ChavesEquidade, interpretação, direito, música

Adverbs are a sign of the open texture of law and this can be fully understood when the interpreter examines the Brazilian new Civil Code. This paper aims to deal with this circumstantial experience in the sound of music.

Key-words: Equity, interpretation, law and music

Les adverbes sont un signe de texture ouverte de la loi et il ne peut être pleinement compris lorsque l'interprète examine le Code de 2002 civils. Cet article se propose d'aborder cette expérience indirecte de la musique.

Mots-clés: 
L'équité, l'interprétation, le droit, la musique

Sobre o texto:
Texto inserido na PIDCC Edição Especial nº 01/2013 (07/02/2013)

Informações bibliográficas:
Conforme a NBR 6023:2002 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), este texto científico publicado em periódico eletrônico deve ser citado da seguinte forma: Disponível em: http://pidcc.com.br/en/component/content/article/7-blog/50-equidade-adverbios-o-codigo-civil-e-a-epistemologia-juridica

Acesso em:21/07/2018 | 10:38:22


Texto na ìntegra